Conheça o nosso projeto

Nascido a partir de uma rede internacional de cooperação entre Universidades e Órgãos Públicos, o projeto “Indicadores de Cidadania e Políticas Públicas no Âmbito Penal” tem como escopo identificar, analisar e auxiliar na aplicação dos paradigmas de promoção da cidadania propostos nos protocolos da ONU para o âmbito do sistema carcerário no Brasil, em Portugal e na Espanha.

Ações com os detentos do Hospital de Custódia e Tratamento (HCT)

Sobre estar/ocupar um lugar nos Hospitais de Custódia e Tratamento e prisões: Ninguém é totalmente louco/a ou criminoso/a, a loucura/crime não ocupa a vida das pessoas indefinidamente. Existe um sofrimento vinculado ao processo de adoecimento/criminalidade. O que funda, de certa forma, um adoecimento/crime é inicialmente um sofrimento/questão social. A promoção de ações que amenizem o sofrimento possibilita uma melhor condição de tratar o adoecimento.

Arte e ciência são poderosos meios na promoção dos objetivos aqui postos. A Universidade e a Administração Pública, associados, podem ensejar a execução de projetos sistemáticos e contínuos na perseguição da materialidade desses objetivos. Neste diapasão, uma série de reuniões foi realizada para que os artistas aderentes à proposta fossem produzindo elementos para composição dos seus trabalhos.

A sincronia desses ambientes científico-público-cultural é pensada como mecanismo de indução para propiciar o trânsito de estudantes, professores e pesquisadores nesses espaços de conhecimento e memória realizando ações formativas, de escambo de ideias, de conceitos, de teorias, de autores, de métodos, de técnicas, de visão de mundo e de cultura. Foca, sobretudo, na perspectiva de uma formação humanista, cuja tradição, tanto universidades, repartições públicas, quanto museus devem revisitar continuamente, quando o esforço pedagógico deve ser o de ativar sensibilidades intelectuais capazes de acolhimento das provocações do mundo das artes.

 

Publicações

 

A SOLITÁRIA – PEÇA DE VALENTÍN CÓZAR GRANJA

Por: Redação “A Solitária” é uma peça do dramaturgo espanhol Valentín Cózar Granja. O Grupo de Pesquisa Política e Epistemes da Cidadania (GPPEC) fez a declamação do segundo capítulo da obra no Seminário Integrado – Sentidos de Investigação sobre a Cultura da Violência. Confira o vídeo da declamação:

PROJETO INTERNACIONAL DA UNIFACS LANÇA PORTAL NESTA QUARTA-FEIRA (21)

A ferramenta faz parte do projeto “Indicadores da Valorização da Cidadania e das Políticas Públicas no Âmbito Prisional”, para dar maior visibilidade à produção de conhecimento científico Por Marco Dias O projeto internacional “Indicadores da Valorização da Cidadania e das Políticas Públicas no Âmbito Prisional”, da Universidade Salvador (Unifacs), lança site nesta quarta-feira (21), durante…